Fenasps

terça-feira, 23/08/2022

Novamente, Governo diz que estuda proposta de reajuste para 2023, mas não apresenta nada concreto

Nesta terça-feira, 23 de agosto, as entidades que compõem o Fonasefe – a FENASPS entre elas – estiveram reunidas no Ministério da Economia, conforme acordado na reunião ocorrida no último dia 2 de agosto. A Fenasps foi representada pela sua diretora Laurizete Gusmão. Veja as fotos abaixo:

Fenasps presente na reunião com representantes do Ministério da Economia (fotos: Apoena Faria/ASFOC-SN)

Novamente, os membros do Governo que receberam as entidades sindicais foram o diretor de Relações do Trabalho na Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal (Deret/SGP), Cleber Izzo, e o coordenador-geral de Negociação Sindical no Serviço Público, José Borges de Carvalho Filho.

No compromisso desta terça, 23, em que as entidades esperavam receber a devolutiva do governo sobre uma possível proposta de recomposição salarial para os Servidores Públicos Federais (SPFs) em 2023, o representante do governo tentou convencer as entidades que o debate sobre o valor para o reajuste salarial a ser consolidado na LOA ainda está em discussão.

Por este motivo, o governo não poderia adiantar mais nada sobre a vida de servidores e servidoras, ainda que faltem apenas 7 (sete) dias para que se encerre o prazo que o governo tem para encaminhar a LOA ao Congresso Nacional.

Desrespeito

Em nota, o Fonasefe afirma que “essa forma do governo atuar – sem nunca negociar ou mesmo sem comunicar suas pretensões para servidores e servidoras – mostra o total desrespeito desse governo com as entidades sindicais representativas dos trabalhadores e trabalhadoras do serviço público”.

Ainda em nota, as entidades do Fonasefe ressaltam que não acreditam na ausência de proposta, como informado pelos representantes do governo. É impossível que, 7 (sete) dias antes do encerramento do prazo para o governo entregar a LOA ao Congresso Nacional, o governo não tenha uma proposta, mesmo que em construção, para anunciar.

O governo prefere falar pela grande imprensa, desrespeitando as representações sindicais e não cumprindo seu dever de estado de negociar com as representações das categorias de servidores e servidoras.

O Fonasefe salienta ainda que foram 04 (quatro) anos de tentativas frustradas de negociação com o governo. “Nunca responderam às nossas reivindicações anualmente protocoladas no Ministério da Economia“, diz a nota.

A Fenasps e demais entidades do Fonasefe não deixarão de lutar em defesa do serviço público, em defesa dos servidores e das servidoras. Estaremos, como está prevista na próxima Jornada de Lutas, a partir de 1° de setembro, atuando fortemente junto aos(às) parlamentares para que nosso reajuste salarial seja garantido na LOA 2023.

A luta segue!

O Fonasefe finaliza a nota afirmando que as entidades sindicais nunca se omitirão a negociar os interesses das categorias dos trabalhadores(as) do funcionalismo federal, seja qual for o governo. Por isso a insistência para que fosse aberta uma mesa de negociação de fato.

“Agora nos resta denunciar o papel que esse governo cumpriu destruindo o serviço público, congelando o salário por todo o seu mandato quando a inflação bateu recorde no século em um só governo”, afirma a nota do Fonasefe.

Nossa tarefa, em defesa do serviço público e de servidores e servidoras, passa pela derrota deste governo!

Últimas notícias

sexta-feira, 16/09/2022 Tá chegando a hora! As eleições presidenciais de 2022 estão se aproximando! Faltam apenas 16 dias para o dia 2 de outubro, quando 150 milhões de brasileiros e ...
quinta-feira, 15/09/2022 Em rede nacional, FENASPS denuncia ataques à Previdência Social Um dia após a consultoria de investimentos Natixis divulgar um ranking global que aponta que o Brasil é o segundo pior lugar para se ...
quinta-feira, 15/09/2022 FENASPS pressiona, e devolução dos descontos da greve de 2009 deve ocorrer até o final do ano, diz Economia Uma das importantes conquistas da greve de 2022 foi a devolução dos valores descontados da greve de 2009. A tramitação dos processos foi iniciada ...