Fenasps

segunda-feira, 31/01/2022

Estendemos o prazo! Participe da Pesquisa sobre a saúde do Trabalhador do INSS


Diante da grande demanda pela pesquisa “Saúde dos(as) trabalhadores(as) no INSS a partir das alterações no processo de trabalho com a ampliação do uso das tecnologias informacionais”, a Fenasps decidiu prorrogar, mais uma vez, o prazo para que a categoria possa participar.

Agora, vamos colher dados até o dia 21 de março. Mas não deixe para a última hora: preencha já o formulário!

A participação de cada trabalhador(a) é fundamental para subsidiar ações contra a precarização do trabalho e o assédio moral institucionalizado no INSS. Reiteramos que todos os dados coletados ficarão sob absoluto sigilo e serão usados apenas para fins de estudo.

ALTERAÇÕES NOS PROCESSOS DE TRABALHO

Desde 2017, com a implantação do INSS Digital, e principalmente em 2019 com o aprofundamento da transformação digital, ocorrem alterações significativas no processo, gestão e controle do trabalho dos trabalhadores e trabalhadoras do instituto com o uso das tecnologias informacionais.

Tais modificações são justificadas e apresentadas pelo governo como a solução para a vacância de mais de 20.000 servidores(as) nos últimos anos. A realidade demonstra que esses projeto não resolveu os problemas estruturais no INSS.

A ampliação da implantação de formas de controle do trabalho baseado em metas quantitativas de produtividade, programas de gestão e a instituição de novas modalidades de trabalho (teletrabalho, semipresencial), tem gerado cotidianas denúncias desses(as) trabalhadores(as) aos sindicatos estaduais e à Federação relatando esgotamento físico e mental, jornadas extenuantes de trabalho, intensificação do trabalho e assédio moral.

Em 2019, com base em dados do próprio INSS, foi constatado que cerca de 64% dos(as) trabalhadores(as) no INSS se afastaram do trabalho por motivo de adoecimento, informação alarmante sobre as condições de trabalho na autarquia. Vale destacar que a precarização do trabalho dos(as) servidores(as) traz rebatimentos diretos na qualidade do trabalho prestado à população.

Diante disso, a Federação Nacional dos Sindicatos de Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (FENASPS), junto de seus sindicatos filiados, realiza esta pesquisa com o objetivo de analisar o processo de adoecimento dos(as) trabalhadores(as) do Seguro Social no contexto de alteração dos processos de trabalho, aprofundamento da utilização de tecnologias e da crise sanitária da COVID-19 no país, a fim de construir ações de enfrentamento e denúncias contra a precarização do trabalho no INSS.

Sua participação é fundamental!

Últimas notícias

quarta-feira, 11/05/2022 No 50º dia da greve, servidores do Seguro e Seguridade realizam atos em Brasília A Greve na base do Seguro Social (INSS) e da Seguridade Social (Previdência, Saúde e Trabalho – CPST), deflagrada no último dia 23 de ...
segunda-feira, 09/05/2022 Comunicado do CNG/Fenasps: informes da mesa de negociação No último dia 23 de março, os(as) trabalhadores(as) da Carreira do Seguro Social (INSS), e da Seguridade Social (Previdência, Saúde e Trabalho – CPST) ...
sexta-feira, 06/05/2022 Fenasps busca resolução para reivindicações dos servidores da Saúde em reunião na Cogep/MS A Fenasps participou, nessa quarta-feira, 4 de maio, de uma reunião com a Coordenadora-Geral de Gestão de Pessoas do Ministério da Saúde (Cogep/MS), Danielle ...