Fenasps

quarta-feira, 27/10/21

Ato político na Câmara reúne entidades e parlamentares na luta contra a PEC 32

Representantes dos estados PR, RN, SP e do Distrito Federal participaram do ato desta quarta, 27 (clique para ampliar)

Em mais um dia de mobilização das entidades sindicais que fazem parte do Fonasefe, dentre elas a Fenasps, servidores públicos de vários órgãos – das três esferas – junto de movimentos sociais e estudantis, realizaram um ato político no Anexo II da Câmara dos Deputados na tarde desta quarta-feira, 27 de outubro.

Este ato foi realizado de forma conjunta com partidos de oposição – que ‘fecharam questão’ contra a PEC 32, isto é, assumiram compromisso de que todos(as) os parlamentares desses partidos votarão contra a reforma -, cujos representantes fizeram discursos de apoio ao Serviço Público e seus trabalhadores(as). A Fenasps transmitiu o evento ao vivo: confira aqui. Veja também mais fotos do evento, na galeria abaixo:

Esta já é a sétima semana seguida de mobilizações e atos (a partir da Jornada de Lutas convocada pelo Fonasefe em setembro) nos quais as categorias do funcionalismo público vem se manifestando – com destaque para os protestos em Brasília, seja no aeroporto, seja na Câmara.

A resistência só cresce

Ainda que os trabalhadores(as) tenham perdido uma batalha com a manobra do governo para a aprovação da PEC 32 na Comissão Especial, em setembro, ainda não há a certeza de quando esta guerra irá acabar. Entretanto, é inegável o movimento ascendente da resistência dentro do parlamento, e nas ruas, com a militância das categorias do funcionalismo público.

O presidente da Câmara, Arthur Lira, pretendia colocar a PEC 32/2020 em votação ainda em agosto passado. Mas ele não contava com a resistência crescente dos trabalhadores(as) e a organização e luta das entidades sindicais em todo o país, cuja militância esbanjou disposição diante de tantas semanas seguidas de manifestações em Brasília e nas bases eleitorais dos parlamentares que se declararam favoráveis à “deforma administrativa”.

Ainda, a campanha ‘Quem votar, não volta‘ deslanchou, e muitos deputados(as) passaram a ficar genuinamente temerosos com a perspectiva de perderem votos em suas bases nas eleições de 2022, diante da rejeição cada vez maior da PEC 32, a chamada ‘reforma administrativa’ do governo Bolsonaro, idealizada por Paulo Guedes.

Ainda que o governo aparente estar em movimento de recuo e cada dia que se passa sem votação represente uma derrota para Guedes e Bolsonaro, não há motivos para a categoria diminuir a intensidade das manifestações. O governo, inescrupulosamente, dará todo$ os incentivo$ po$$íveis para conseguir os 308 votos que precisa para aprovar o texto da ‘PEC da Rachadinha’ de forma definitiva.

A luta continua!

Por isso, a mobilização deve continuar! Seja nas redes sociais, pelas quais você pode enviar mensagens para os parlamentares do seu estado – por meio das plataformas ‘Na Pressão‘ e ‘Observatório‘ – seja nas ruas, em atos públicos, a Fenasps e seus sindicatos filiados seguirão na luta!

Continuando as atividades desta semana, nesta quinta-feira, 28 de outubro, estão programadas atividades alusivas ao Dia do(a) Servidor(a) Público(a) em todo o país. Em Brasília, ocorrerão manifestações no Espaço do Servidor, na Esplanada dos Ministérios, pela manhã, e às 14h no Anexo II da Câmara.

A pressão continua!

Diga não à contrarreforma administrativa!

Últimas notícias

segunda-feira, 29/11/21 Vamos ocupar as ruas em 8 dezembro – Dia nacional de luta        Na luta em defesa das conquistas dos trabalhadores e trabalhadoras e contra as PEC 23 Calote e 32 Desmonte do Estado, as Centrais ...
segunda-feira, 29/11/21 NOTA DE FALECIMENTO – GUIDO SILVA A diretoria da FENASPS com pesar comunica o falecimento de Guido Silva, assassinado ontem na cidade de Areia Branca RN. E filho do nosso ...
sábado, 27/11/21 Fenasps e Fonasefe realizaram intensas atividades na luta contra PEC 23 – calote nos precatórios e a PEC 32 contrarreforma administrativa Numa luta sem tréguas para derrotar os projetos que desmontam do Estado, a emenda constitucional 32 e a trambicagem da PEC 23 que pretende ...