Fenasps

quarta-feira, 23/01/13

24 de janeiro: Dia Nacional dos Aposentados. Continua a luta por dignidade!

24jan

 

Neste 24 de janeiro, por merecimento, comemora-se o Dia Nacional dos Aposentados. As comemorações são pontuais, variando de cidade para cidade, a maioria nem sequer preparou comemoração alguma, prefere ver essa classe longe dos olhos. Em cidades pequenas e no Norte/Nordeste, a renda oriunda dos nossos aposentados é responsável pela sobrevivência de mais de 15 milhões de pessoas, pois os recursos do aposentado pode ser a única fonte de renda de uma família inteira.

Para nos ater aos anos de governo do PT, 10 anos, a renda do aposentado vem sofrendo drástica queda do poder aquisitivo frente aos reajustes do salário Mínimo. Esta defasagem já chega aos 85%. Ou seja, pela inflação atual, quem se aposenta com três Salários Mínimos, ao longo de oito anos, pode estar recebendo apenas um. É a lógica perversa do neoliberalismo adotado também por Lula e Dilma.

No serviço Público o governo do PT optou por aprofundar a discriminação aos aposentados e pensionistas, quando criou o mensalão para aprovar a Reforma da Previdência com a quebra da paridade no inicio do mandato em 2003. Esta reforma perversa serviu de base para perpetrar ataques cada vez mais graves ao conjunto dos trabalhadores aposentados. Isto esta comprovado na forma de pagamento dos salários por gratificações produtivistas através da avaliações de desempenho. Enquanto os ativos recebem 80 pontos fixos, podendo chegar a 100  Os aposentados, mesmo tendo contribuído recebem apenas 50 pontos, sendo esta a razão das ações judiciais ingressadas pela FENASPS e pelos sindicatos filiados buscando fazer justiça para estes receberem no minimo  80 Pontos. Também não podemos esquecer que, após longo tempo dedicado ao serviço público, nossos aposentados, além da diferenciação nas gratificações, ficam sem vale alimentação e transporte e custeio do plano de saúde mais do que dobra. Ou seja, quando mais necessitam de recursos, devem aprender a viver (subviver) com apenas 50% dos proventos pagos aos ativos.

A FENASPS e os sindicatos filiados têm especial preocupação com a situação dos nossos aposentados. Nunca assinamos acordo para reduzir a remuneração e ou que discriminam aposentados. Não aceitamos qualquer redução nos direitos conquistados e também não compactuamos para exclusão dos aposentados de qualquer benefício pago aos servidores ativos. É uma vergonha a maneira como  este governo e seu braço a CUT, desrespeita e maltratam aqueles que contribuíram a vida toda para o bom funcionamento da máquina pública.

Estamos fortalecendo a luta pela derrubada do Fator Previdenciário, pelo reajuste salarial isonômico e digno. Deflagramos campanha pela revogação da Reforma do mensalão e também pela valorização do aposentado como história viva da experiência no trabalho. Chega de ataques!

 

Aposentado sim. Inativo nunca. Na luta sempre!

Últimas notícias

quarta-feira, 19/01/22 Neste 24 de Janeiro, Dia do Aposentado(a), exigimos valorização, isonomia e respeito! Trabalhar por décadas, abrindo mão de momentos importantes, à distância de familiares, sonhos adiados para quando parar de trabalhar… E no momento em que ...
terça-feira, 18/01/22 SPFs iniciam mobilização por recomposição salarial em atos no BC e no Ministério da Economia nesta terça, 18 Sem reajuste há cinco anos, o conjunto dos Servidores Públicos Federais (SPFs) realizou um ato na manhã desta terça-feira, 18, em frente à sede ...
sexta-feira, 14/01/22 PRORROGADA! Pesquisa sobre a saúde do Trabalhador do INSS seguirá até 31 de janeiro Diante da grande demanda pela pesquisa “Saúde dos(as) trabalhadores(as) no INSS a partir das alterações no processo de trabalho com a ampliação do uso ...