Fenasps

segunda-feira, 09/11/20

A reforma Administrativa retira direitos de quem atende o povo e mantém privilégios de poucos

Material da campanha do Fonasefe alerta contra a contrarreforma Administrativa (imagem: reprodução)

A Reforma Administrativa do governo Bolsonaro retira direitos dos servidores públicos como a licença-prêmio, adicionais por tempo de serviço e dificulta as promoções. Por outro lado, não mexe nos salários do presidente, de ministros, de juízes e militares.

Não dá pra entender a matemática do governo: subtrair o salário de quem cuida do povo – os servidores – e manter o privilégio de uns poucos. Quem depende dos serviços públicos e do trabalho dos servidores deve exigir outra conta: mais dinheiro para a saúde, a educação e os serviços públicos e melhores condições para os servidores atenderem o povo. Portanto, é preciso dobrar esforços e se somar à luta dizendo um sonoro “não à Reforma Administrativa”!

Campanha

A Fenasps iniciou no dia 16 de setembro a divulgação de uma campanha de mídia contra a contrarreforma Administrativa, apresentada pelo governo duas semanas antes. Esta campanha é promovida pelo Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) e suas entidades, dentre elas a Fenasps. Saiba mais aqui.

Não guarde estas informações para você. Compartilhe este card para seus colegas de trabalho, seus amigos, no seu círculo familiar. Use as hashtags #NaoaReformaAdministrativa, #DefendaoServicoPublico, #DeformadoGoverno, #OndeEstaoPrivilegio, e siga as redes sociais da Fenasps: no Facebook, no Twitter e no Youtube.

Diga não à Reforma Administrativa!

Últimas notícias

quarta-feira, 28/04/21 Homenagem da Fenasps no Dia Mundial em memória às vítimas de acidentes de trabalho No Brasil, as mortes causadas pela covid-19 chegam a centenas de milhares. Trabalhadores e trabalhadoras adoecem e morrem diariamente. Um terço dos trabalhadores de ...
1 sexta-feira, 23/04/21 Assessoria Jurídica da Fenasps vai analisar portaria que cassa direito de servidores apresentarem atestado médico Sem nenhum pudor, nem medo de cometer injustiças ou ilegalidades, passando por cima da lei e fazendo contorcionismo para criar uma espécie de “portaria ...
sexta-feira, 23/04/21 Reforma Administrativa fere princípio constitucional para realização de concursos públicos Para combater o “apadrinhamento”, a Constituição Federal promulgada em 1988 reforçou mecanismos imparciais nas contratações do serviço público:Art. 37 (…) II – a investidura ...