Fenasps

segunda-feira, 25/07/2022

Dia da Mulher Negra Latino-americana: nossa resistência está à flor da pele

Em outubro, poderemos dar nossa resposta nas urnas! (arte de Pedro Mesidor sobre foto de Oladimeji Odunsi)

Em 25 de julho, celebra-se internacionalmente a luta da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha, data reconhecida desde 1992 pela ONU. No Brasil, este dia marca ainda história de vida de Tereza de Benguela, que no século XVIII liderou o Quilombo de Quariterê, no Vale do Guaporé, atual Mato Grosso.

Tereza de Benguela é um exemplo de resistência que perdura até os dias atuais, 250 anos depois de marcar sua passagem pela história do Brasil. Assim como a vereadora Marielle Franco, cuja coragem de desafiar os podres poderes ficará assinalada durante muitas gerações. Seu fenecimento simbolicamente transformou sementes em árvores. Quantas outras Terezas e Marielles existem no Brasil? E quantas surgirão?

A luta é a ferramenta fundamental para que coletivamente possamos derrotar as desigualdades de raça, gênero e classe, inerentes a este sistema econômico excludente em que o país está inserido.

PEC 32 ainda tramita

Apesar de enfraquecida diante da determinante mobilização dos Servidores e Servidoras Públicos(as) Federais (SPFs) e parlamentares de oposição, a chamada “reforma administrativa” (PEC 32) – que prevê o fim dos concursos públicos, terceirizações e perda de direitos – ainda tramita no Congresso Nacional. Precisamos ficar atentos(as)!

A PEC 32, vale ressaltar, apenas agrava o cenário de discriminação racial e de gênero, a incentivando apadrinhamentos e abrindo brechas para punições aos trabalhadores(as) do funcionalismo público.

Por isso, a organização para enfrentar e lutar envolvendo todas nós se faz necessária! No setor Público e principalmente na base da FENASPS, as mulheres são maioria, seja na Saúde (principalmente na linha de frente do combate à pandemia) e Previdência, seja no INSS.

Resposta na mobilização

Nas próximas eleições de outubro de 2022, as trabalhadoras e os trabalhadores não podem se enganar por discursos falaciosos e votar em candidatos e candidatas que, direta ou indiretamente, patrocinam ou incentivam o extermínio do povo preto, seja no campo, seja nas cidades.

Além da mobilização nas ruas, as(os) trabalhadoras(es) devem estar presentes em outras frentes de lutas, como nas eleições, onde nossa resposta será nas urnas!

A Fenasps está na luta, desde 1984, por um mundo mais justo e humanamente diferente. Seguiremos lutando juntas e juntos até a vitória da classe trabalhadora!

Nossa resistência está à flor da pele!

Últimas notícias

quinta-feira, 04/08/2022 Toda solidariedade à deputada Sâmia Bomfim! A Fenasps e seus sindicatos filiados prestam toda a solidariedade à deputada federal Sâmia Bomfim, atacada por um criminoso ainda não identificado que afirmou, ...
quinta-feira, 04/08/2022 Mesmo diante de aceno do governo sobre reajuste, SPFs continuam pressão sobre os Três Poderes com ato no STF nesta quarta, 3 Após três dias de intensos protestos em Brasília (relembre os dias anteriores aqui e aqui), o conjunto dos Servidores Públicos Federais (SPFs) realizou um ...
quarta-feira, 03/08/2022 Em defesa do Serviço Social no INSS, CNM/FENASPS apresenta a senadores emenda à MP 1.113, aprovada na calada da noite na Câmara Diante de protestos da Fenasps e de entidades que defendem os direitos da Pessoa com Deficiência (PcD), a Medida Provisória (MP) nº 1.113/2022 foi ...