Fenasps

quinta-feira, 04/11/21

Guedes e Bolsonaro chantageiam o povo e querem aprovar reformas em troca do Auxílio Brasil

Material da campanha do Fonasefe alerta contra a contrarreforma Administrativa, a PEC 32 (imagem: reprodução)

Paulo Guedes vem associando o programa Auxílio Brasil às suas reformas impopulares, chantageando o povo para criá-lo, além de acabar com o Bolsa-Família. O governo repete, com isso, o que havia feito em fevereiro passado, quando vinculou o auxílio emergencial à ‘PEC Emergencial‘, que congelou os salários de servidores(as) públicos(as) por 15 anos.

Primeiro, o Ministro disse que o programa seria pago com a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) do ICMS. Como um cego perdido em tiroteio, passou a dizer que esse auxílio (que é 200 reais menor que o antigo Auxílio Emergencial, que pagou R$600, uma quantia já baixa, de pouco menos de meio salário-mínimo) só seria possível com a aprovação da PEC nº 23/2021, conhecida como ‘PEC do Calote nos precatórios‘. E como se não bastasse, chegou a dizer que o Auxílio Brasil só seria viável caso a Reforma Administrativa (PEC 32) fosse aprovada.

Mas a Reforma Administrativa vai gerar economia aos cofres públicos? Não, muito pelo contrário: nota técnica do Senado Federal, divulgada em maio deste ano, comprovou que a PEC 32 “deverá piorar a situação fiscal da União, seja por aumento das despesas ou por redução das receitas”. Confira aqui a íntegra da publicação.

Como é de praxe do “Sinistro” da Economia, esta afirmação não passa de uma retórica de chantagem. Paulo Guedes foi convidado duas vezes à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara para apresentar os estudos que demonstrariam essa “economia”, mas como eles não existem, nunca os apresentou.

Vale lembrar que a PEC 32 não inclui os maiores salários do serviço público em seu texto, como juízes e militares, além de expor os recursos públicos à corrupção.

A política de distribuição de renda não pode ser associada ao sucateamento dos serviços públicos e tampouco ser relâmpago com a duração de um ano, como é o caso do Auxílio Brasil.

A PEC 32 é a morte do Serviço Público!

Diga não à reforma administrativa!

Últimas notícias

segunda-feira, 29/11/21 Vamos ocupar as ruas em 8 dezembro – Dia nacional de luta        Na luta em defesa das conquistas dos trabalhadores e trabalhadoras e contra as PEC 23 Calote e 32 Desmonte do Estado, as Centrais ...
segunda-feira, 29/11/21 NOTA DE FALECIMENTO – GUIDO SILVA A diretoria da FENASPS com pesar comunica o falecimento de Guido Silva, assassinado ontem na cidade de Areia Branca RN. E filho do nosso ...
sábado, 27/11/21 Fenasps e Fonasefe realizaram intensas atividades na luta contra PEC 23 – calote nos precatórios e a PEC 32 contrarreforma administrativa Numa luta sem tréguas para derrotar os projetos que desmontam do Estado, a emenda constitucional 32 e a trambicagem da PEC 23 que pretende ...