Fenasps

quarta-feira, 24/06/20

Trabalhadores(as) fazem ato unificado no RJ contra demissões e terceirização na Saúde Federal

1
2

Servidores(as) da Saúde Federal realizaram um protesto, nesta quarta-feira, 24, contra as ilegais demissões de profissionais contratados temporariamente nas unidades do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro. No ato, os(as) servidores(as) denunciaram também a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e a precariedade de suas condições de trabalho.

Organizada pelo Sindsprev/RJ, filiado à Fenasps, bem como por outros sindicatos e conselhos profissionais, a manifestação, ocorrida em frente à Superintendência Estadual do Ministério da Saúde (antigo NERJ), também cobrou a realização de concurso público e o fim da militarização do Ministério da Saúde, onde técnicos qualificados estão sendo substituídos por oficiais que nada entendem do setor.

O ato ocorreu a partir das 14h desta quarta, 24, e durante o tempo inteiro foi acompanhado por cinco viaturas do Batalhão de Choque da PM. A presença ostensiva dos policiais foi interpretada pelos servidores como uma óbvia tentativa de intimidação. Questionada sobre a presença dos policiais, a Superintendência Estadual do Ministério da Saúde afirmou não ter qualquer responsabilidade sobre a convocação dos PMs. Em nota, o Sindsprev/RJ repudiou a presença do choque da PM do RJ na manifestação.

3
4
5
6

*Com informações do Sindsprev/RJ.

Últimas notícias

sábado, 04/07/20 Em audiência e reunião com a Fenasps, gestão do INSS não indica recuo quanto à reabertura das Agências no dia 13/07 No dia 02/07, a Fenasps participou de uma audiência com a Presidência e Diretorias do INSS. Essa reunião, que já estava prevista para os ...
sexta-feira, 03/07/20 Em Brasília, Fenasps participa de novo ato em defesa da vida A Fenasps participou, na tarde dessa quinta-feira, 2 de julho, de um ato em Brasília no qual os manifestantes – trabalhadores de vários órgãos ...
sexta-feira, 03/07/20 Tragédia mundial: governo genocida dispensa uso de máscaras em comércio, igrejas e reuniões No dia em que o Brasil ultrapassa um milhão e meio de casos confirmados de Covid-19, chegando na mórbida marca de 62 mil óbitos, ...