Fenasps

quarta-feira, 17/06/20

Em nota, Fenasps repudia censura e invasão de privacidade dos servidores do Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde, recheado de oficiais militares ocupando cargos de confiança em todos os setores do alto escalão, e comandado por um general, é um exemplo que demonstra como a falta de valorização a profissionais qualificados em saúde é danoso na condução do país no combate à pandemia de Covid-19.

A falta de perícia levou o ministro em exercício a receitar a famigerada hidroxicloroquina para gestantes e crianças. Qual autoridade tem Pazuello, que nem médico é, para indicar medicamentos que o mundo todo aboliu no tratamento da Covid-19?

Como demonstram não ter vocação para o cargo, agora os militares no Ministério da Saúde resolveram fazer advertência aos(às) servidores(as) deste órgão, publicando orientação geral denominada DICA DA ÉTICA (reprodução abaixo).

Postagem do Ministério da Saúde causou apreensão nos(as) servidores(as), que já convivem com um pesado clima de perseguição após a nomeação de militares para cargos estratégicos no órgão (clique para ampliar)

Na publicação, os militares textualmente ameaçam vigiar as redes sociais e punir os(as) honrados(as) e valorosos(as) trabalhadores(as) da Saúde Pública, que todos os dias arriscam suas vidas pelas dos outros. Muitos(as) desses(as) profissionais sequer podem ir para suas casas visitar sua famílias devido ao alto risco de contágio por Covid-19.

As redes sociais, na maioria das vezes, são os únicos instrumentos que estes(as) profissionais têm para poder se comunicar com as pessoas sem correr risco de serem transmissores(as) ou contaminados(as) pela pandemia.

A FENASPS e sindicatos filiados vão apresentar denúncia, junto ao Ministério Público Federal (MPF) e ao Ministério Público do Trabalho (MPT), para investigar e punir os(as) responsáveis por esta tentativa de censurar, bisbilhotar e invadir a privacidade dos(as) trabalhadores(as) do Ministério da Saúde.

Repudiamos todas as formas de censuras e ameaças, e aconselhamos a todos os(as) servidores(as) para não acatarem tais “orientações ou ameaças”, e procurarem as entidades sindicais para ingressar com medidas judiciais sempre que sofrerem quaisquer advertências ou assédio moral em razão de medidas ilegais como essas. Vamos continuar com a luta contra o avanço do autoritarismo!

ABAIXO A CENSURA, ABAIXO A REPRESSÃO!

Baixe aqui esta nota em formato pdf.

Esta nota foi também foi publicada no Blog do Servidor/Correio Braziliense. Confira: Fenasps repudia censura no Ministério da Saúde.

Leia também:

Militares baixam linha dura no Ministério da Saúde e avisam que vão vasculhar redes sociais de servidores – Blog do Vicente/Correio Braziliense

Últimas notícias

sábado, 04/07/20 Em audiência e reunião com a Fenasps, gestão do INSS não indica recuo quanto à reabertura das Agências no dia 13/07 No dia 02/07, a Fenasps participou de uma audiência com a Presidência e Diretorias do INSS. Essa reunião, que já estava prevista para os ...
sexta-feira, 03/07/20 Em Brasília, Fenasps participa de novo ato em defesa da vida A Fenasps participou, na tarde dessa quinta-feira, 2 de julho, de um ato em Brasília no qual os manifestantes – trabalhadores de vários órgãos ...
sexta-feira, 03/07/20 Tragédia mundial: governo genocida dispensa uso de máscaras em comércio, igrejas e reuniões No dia em que o Brasil ultrapassa um milhão e meio de casos confirmados de Covid-19, chegando na mórbida marca de 62 mil óbitos, ...