Fenasps

terça-feira, 05/09/17

Novo Sistema de Registro do Serviço Social desconsidera trabalho feito em GT sobre tema, denunciam Fenasps e CNASF

1

 2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nessa quarta-feira, 30 de agosto, a Fenasps e a Comissão Nacional de Assistentes Sociais da Fenasps (CNASF) se reuniram na presidência do INSS para debater o Sistema de Registro do Serviço Social (SRSS). De início, o chefe de gabinete informou que o presidente do INSS, Leonardo Gadelha, não pôde comparecer, pois foi chamado de última hora para outra reunião com o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA).

Antes de iniciar as discussões, os representantes da FENASPS solicitaram a presença da Chefe da Divisão de Serviço Social (DSS), já que se trataria de assuntos técnicos de matéria do Serviço Social e, portanto, a DSS é mais indicada para fazer a discussão.

 

Contudo, o representante da DIRSAT recusou o pedido, justificando que a Chefe da DSS estava ocupada em outra atividade no prédio do INSS. E acrescentou que a discussão do sistema era um assunto de gestão e não técnico e que o presidente só o convocou para prestar os esclarecimentos necessários.

Em seguida, a CNASF contextualizou toda a discussão em torno do Sistema GET Serviço Social, que se inicia em 2014 e tem a criação de um GT pela Portaria Nº 2 /DIRSAT/INSS, de 23 de fevereiro de 2015. Ressaltou-se que tal portaria não foi renovada, o que não foi impedimento institucional para continuidade dos trabalhos do grupo até junho de 2017.

 

Explicitou-se que o processo de construção do GET Serviço Social contou com a contribuição ativa de assistentes sociais, por meio dos seus representantes das 05 Superintendências que compunham GT Nacional e de assistentes sociais dos GTs Regionais (GEX/APS).

Nesses termos, trata-se de resultados de trabalho construídos ao longo de três anos, pactuado com a gestão, demais diretorias e profissionais do INSS e, no atual momento, encontra-se pronto para a produção (teste dos pilotos). Ademais, todo esse processo gerou gastos aos cofres públicos e sua interrupção na etapa final também expressa uma descontinuidade da gestão pública.

 

3

4

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SAIBA MAIS no relatório desta reunião.

Últimas notícias

quinta-feira, 15/04/21 Governo erra feio, e novas variantes da Covid-19 matam cada vez mais jovens A política do governo federal deu errado! Não houve imunização de rebanho, a COVID-19 sofre mutações e as novas variantes ou cepas matam pessoas ...
quarta-feira, 14/04/21 Entidades dos SPFs aprovam novo calendário de lutas contra a PEC 32 Representantes das entidades nacionais dos Servidores Públicos Federais (SPFs) se reuniram nesta terça-feira, 13 de abril, para traçar novas estratégias de luta contra os ...
quarta-feira, 14/04/21 Em vigília, trabalhadores reivindicam a readmissão dos demitidos em hospitais federais Nesta quarta-feira, 14 de abril, às 14h, acontece a audiência pública sobre a liminar da 23ª Vara Federal do Rio de Janeiro que determinou ...