face twitter youtube

Em GT sobre pontuação e metas, Fenasps reafirma luta por valorização da carreira do Seguro Social

0
0
0
s2smodern

1 2

 

 

 

 

 

 

 

Em atenção à solicitação das entidades (FENASPS e CNTSS) e como resultante da insatisfação da categoria dos(as) trabalhadores(as) do Seguro Social, foi realizada à tarde desta terça-feira, 3 de março de 2020, na sala 910 da sede do INSS, em Brasília, a 1º REUNIÃO DO GRUPO DE TRABALHO (GT) PARA DISCUSSÃO SOBRE PONTUAÇÃO E METAS NO ÂMBITO DO INSS.

 

O evento ocorreu com a participação de representantes do governo, nove gestores das diversas áreas de benefício, CEAB´s, ELAB´s, ADJ´s, Semi-presencial e o representante da DC/DIRAT, Sr. Aílton Nunes; e ainda seis representantes da categoria, sendo três pela FENASPS e três pela CNTSS.

 

Como de costume, o governo tenta apresentar aos trabalhadores(as) um projeto pré-elaborado, com o intuito de fazer crer que a categoria participa efetivamente da construção do mesmo, como fez com o INSS DIGITAL e o Teletrabalho.

 

Em razão da situação de caos antecipadamente alertada pelas entidades sindicais e da insustentável parametrização imposta pela instituição, que ocasiona insatisfação da categoria e compromete ainda mais o atendimento à população, o governo se vê na necessidade de chamar quem faz a casa para discutir medidas que diminuam as disparidades do atual modelo de aferição de pontuação e metas. Nesse primeiro momento, constatou-se a urgência na alteração do sistema de pontuação, com inclusão de tarefas antes não pontuadas e alterações de pontuações ora existentes que não traduzem a realidade dos processos/ações executados.

 

Os representantes dos(as) trabalhadores(as) evidenciaram, uma vez mais, que a situação de bonificação e metas está longe de ser a solução dos problemas do instituto, mas é uma realidade que atinge grande parte da categoria, por isso merece a nossa atenção. Repetimos a necessidade urgente da realização de CONCURSO PÚBLICO, JÁ! REAJUSTE SALARIAL, PLANO DE CARREIRA para a categoria e, entre outras, a DEFESA DO SERVIÇO PÚBLICO como tarefa inarredável para manutenção dos nossos empregos e salários.

 

Ainda, os representantes das entidades sindicais apontaram ainda a precarização da infraestrutura do INSS, com o corte de verbas, o sucateamento do material de trabalho, dos equipamentos eletroeletrônicos, da ausência de ergonomia, enfim, de tudo aquilo que o governo trata com descaso e assim prejudica a classe trabalhadora dos dois lados do balcão de atendimento, físico ou virtual.

 

3

4

 

 

 

 

 

 

 

 

Já ao final desse primeiro encontro, suscitaram uma ideia de criar mecanismo de punição para os(as) servidores(as) que tiverem suas tarefas reabertas para correção/retificação por erro administrativo, ao que as entidades sindicais declararam ser veementemente contrárias, uma vez já existem instâncias e órgãos suficientes para realizar essa função e não há uniformização de procedimentos e programas de capacitação e qualificação dos(as) servidores(as).

 

A instituição entendeu que a categoria não pode nem quer encerrar essa discussão sem que haja um grande diálogo com os(as) trabalhadores(as) da carreira do Seguro Social e que as entidades sindicais defenderão esta casa inclusive contra todos os ataques midiáticos por entender que o INSS É PATRIMÔNIO DO POVO BRASILEIRO!

 

Nas próximas semanas (talvez dias) os(as) trabalhadores(as) serão chamados(as) novamente para uma segunda rodada de discussão. Até lá, devem ser fortalecidos os eventos nos dias 8, Dia Internacional da Mulher, 14, marco de dois anos do assassinato de Marielle Franco, e 18 de março, pela construção da GREVE GERAL!

 

SEM LUTA, NÃO HAVERÁ VITÓRIAS PARA A CLASSE TRABALHADORA!

 

Baixe aqui o relatório desta reunião.

Setor de Diversões Sul (SDS) • Edifício Venâncio V
Loja 28 • Térreo • CEP: 70393-904 • Brasília-DF

Telefone: (61) 3226-7214 • Fax: (61) 3226-7285
Email: imprensa@fenasps.org.br

face twitter youtube
© 2015 FENASPS. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Whebersite