face twitter youtube

A LUTA CONTRA O GENOCÍDIO IMPOSTO PELO GOVERNO! CONTRA A ABERTURA DE APS DO INSS!

0
0
0
s2smodern

1

 

Diante do avanço da pandemia de Covid-19, que no país já ultrapassou 70 mil casos e 5 mil óbitos, o governo, numa ação genocida, começa a discutir o fim da quarentena e a reabertura dos setores não essenciais do serviço público. Isso, após atacar todos os dias o isolamento social, que tem se demonstrado eficaz para conter a maior pandemia desde a gripe espanhola, há mais de cem anos.

 

Estas ações levaram servidores e servidoras do INSS de todo o país a ficarem profundamente indignados(as) e apreensivos(as) diante das sinalizações, feitas pelos gestores e pela direção do INSS, para a reabertura das Agências da Previdência Social (APS) ao público, para atendimento a partir desta segunda-feira, 4 de maio.

 

Em meio ao caos instalado no país, o governo federal novamente retoma a política de militarização do INSS. O Ministério da Economia publicou, nessa segunda-feira, 27, a Portaria nº 10.736/2020, com a contratação de até oito mil aposentados(as) para trabalharem no INSS. Grande parte destes(as) são pessoas classificadas no grupo de risco ao contágio da Covid-19, e, para além disso, não possuem nenhum conhecimento dos serviços ou qualificação técnica para as funções.

 

Esta é uma decisão comprovada de total inutilidade, que custará aproximadamente cem milhões de reais anuais aos cofres públicos. Este dinheiro certamente seria bem melhor empregado se fosse ajudar no alento aos milhares de desempregados(as) que ainda não receberam a tal ajuda emergencial.

 

A Fenasps e seus sindicatos filiados lutam pela realização de concurso público contra a terceirização dos serviços públicos. A quem interessa a precarização dos serviços públicos?

 

A Federação e demais entidades já alertaram os ministros da Economia, da Saúde, os secretários e a direção do INSS de que vão responsabilizá-los pelas ações que levem ao aumento desta tragédia que tomou conta do mundo todo.

 

As entidades do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) aprovaram orientação para que as entidades discutam com suas bases a necessidade de construírem uma Greve Geral em todo o serviço público, caso governo leve adiante esta ação insana que vai potencializar a propagação do vírus.

 

É fundamental que todos os sindicatos estaduais e servidores(as) apresentem denúncias ao MPT e MPF, responsabilizando os gestores que insistirem em reabrir as unidades de trabalho, em setores não essenciais como a Saúde, que está funcionando precariamente, com mais de 10 mil servidores(as) contaminados(as) e centenas de vítimas fatais do novo coronavírus.

 

Para os(as) servidores(as) do INSS e ex-MTE, não restará outra saída que não seja preparar a mobilização para entrar em greve; ao contrário, estará correndo grave risco de morte, uma vez que a maioria dos(as) segurados(as) pelo INSS não terão as mesmas proteções prometidas pelos gestores para reabrir as unidades.

 

Como um efeito em cascata, a reabertura das agências do INSS acabará sobrecarregando o sistema de saúde, aumentando o número de mortes, principalmente considerando que está prestes a se iniciar o período mais frio do ano – outono, e depois o inverno – no qual grande parte da população sofre de problemas respiratórios e necessita de total proteção.

 

Com o intuito de garantir os lucros dos empresários, o governo tensiona a abertura das agências para dar uma falsa ideia de “normalidade”. Para isso, não importa se o custo forem milhões de infectados(as) e milhares de mortes. Se a real intenção do governo fosse garantir as condições de vida população, teria plenas condições de realizar a concessão automática de muitos benefícios, como a Fenasps já solicitou diversas vezes ao governo.

 

A abertura das APS num momento no qual o país se aproxima do pico de contágio da pandemia seria um verdadeiro massacre contra a classe trabalhadora! A exemplo de Blumenau/SC, onde a abertura do comércio fez explodir os casos de contaminação por Covid-19, a reabertura das agências do INSS seria caótica, com milhares de pessoas se dirigindo de forma aglomerada às unidades, aumentando ainda mais os riscos de contaminação.

 

Esta pandemia apenas confirma que os(as) trabalhadores(as) não podem esperar nada dos governos e dos patrões. Em defesa das nossas vidas, devemos nos mobilizar e construir uma grande greve contra mais essa tentativa de massacre imposta pelo Governo!



Somente na luta conseguiremos sobreviver a esta tragédia, não aceitaremos esta política de morte, vamos construir a luta unitária. A VIDA ACIMA DOS LUCROS!

 

MANTER ISOLAMENTO SOCIAL É PRESERVAR A VIDA!

 

Baixe aqui esta nota em formato pdf.

Setor de Diversões Sul (SDS) • Edifício Venâncio V
Loja 28 • Térreo • CEP: 70393-904 • Brasília-DF

Telefone: (61) 3226-7214 • Fax: (61) 3226-7285
Email: imprensa@fenasps.org.br

face twitter youtube
© 2015 FENASPS. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Whebersite