face twitter youtube

Fenasps repudia a extinção do Ministério do Trabalho!

0
0
0
s2smodern

1

Charge de Aroeira mostra que Bolsonaro não está "nem aí" para os trabalhadores

 

Os boatos, na última semana, endossados pelo alto empresariado brasileiro, davam como certo que o presidente eleito iria "acabar com o Ministério do Trabalho. Na tarde dessa quarta-feira, 7 de novembro, o futuro presidente BOLSOMINTO confirmou a tragédia e anunciou que o Ministério do Trabalho (MTb) será transformado em alguma secretaria a ser alocada em algum ministério, ainda não se sabe qual.

 

Fundado em 1930, pelo então presidente Getúlio Vargas, com 88 anos, essa pasta tem tantas histórias relevantes que seriam necessárias páginas e páginas para contá-las. O Ministério do Trabalho é gênero de primeira necessidade dos trabalhadores e trabalhadoras que nele encontram amparo às suas angustias e problemas trabalhistas. Para se ter uma ideia, são realizados mais de 30 milhões de atendimentos anuais nas Agências do Trabalho.

 

Intensificar a mobilização contra o desmonte do MTb!
Infelizmente para os servidores públicos todas as previsões do que seria este governo fascista, machista, estão se cumprindo, quando o presidente eleito e sua malévola trupe defende aplicar políticas ultraliberais como a privatização, a extinção de Ministérios e o fechamento de Empresas Públicas, instituindo assim o estado mínimo.

 

Botando a pá de cal sobre o que restava dos direitos trabalhistas, já vastamente dissolvidos durante o curto mandato do ilegítimo Temer, o futuro presidente BOLSOMINTO afirmou taxativamente que vai extinguir o Ministério do Trabalho.

 

O Brasil será o primeiro país da América Latina a fazer isso. Seu antecessor golpista, Temer, já havia extinto o Ministério da Previdência, em um de seus primeiros atos antirrepublicanos.

 

Para além da gravidade da decisão na vida de milhões de brasileiros que trabalham precarizados sem nenhum direito, está a vida dos servidores do Ministério do Trabalho, que a exemplo do que ocorreu com os servidores da Previdência, poderão ficar órfãos, distribuídos para outros ministérios. Ou pior, vinculados a uma secretaria sem nenhuma capacidade de trabalho. Agora é hora de construir a luta e resistir aos ataques que virão!

 

Em Brasília, servidores do MTb fazem ato contra a extinção do ministério
Os servidores do Ministério do Trabalho em Brasília realizaram, já nesta quarta-feira, 8, um dia após do anúncio do presidente eleito, um ato na Esplanada dos Ministérios, bloqueando a via durante uma parte da tarde. Além disso, os trabalhadores, tanto servidores quanto terceirizados, gritaram palavras de ordem durante todo o ato e realizaram um abraço simbólico em torno da sede do ministério.

 

34

 

 

 

 

 

 

 

É fundamental que os servidores realizem assembleias nos locais de trabalho preparando a mobilização! A FENASPS, em conjunto com as demais entidades, organizará a mobilização nacional para que os trabalhadores possam ir à luta.

 

Está circulando na internet um abaixo-assinado contra a extinção do Ministério do Trabalho. Até as 18h desta quinta-feira, 8, quase cerca de 6 mil assinaturas já haviam sido colhidas. Para participar, basta inserir o nome completo e um e-mail válido. Manifeste-se você também!

 

Vamos à luta, camaradas: somente na luta conquistamos!
Somos de luta e não desistimos nunca!

Setor de Diversões Sul (SDS) • Edifício Venâncio V
Loja 28 • Térreo • CEP: 70393-904 • Brasília-DF

Telefone: (61) 3226-7214 • Fax: (61) 3226-7285
Email: imprensa@fenasps.org.br

face twitter youtube
© 2015 FENASPS. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Whebersite